Skip to content

Entrevista com Karina Ribeiro

Setembro 16, 2009
Foto: Edu Moraes/Record
Karina, finalista do Aprendiz 6 Universitário

Como e quando você ficou sabendo da cobertura das inscrições para o programa Aprendiz Universitário?

No ano passado, trabalhava na TV Mackenzie e a coordenadora de produção, minha amiga Luiza Rodrigues me enviou o link de inscrição para o Aprendiz 6 Universitário. Sempre que ela lembrava, perguntava se já tinha preenchido o cadastro. Devido a correria do dia a dia, fui deixando de lado, até que, no último dia de inscrição, conversamos sobre o programa e fui correndo me inscrever!

Como foi o processo seletivo até você ficar entre os 18 selecionados?

Foram mais de 110 mil inscritos pelo site. Desses, aproximadamente 300 foram selecionados para a dinâmica. Esta segunda fase levou uns 80 candidatos para a última etapa, que foi uma entrevista seguida de teste de VT. Desses 80, foram escolhidos os 18 participantes do programa.

Qual a maior alegria e a maior tristeza no programa?

A maior alegria foi ter vencido a terceira tarefa – TAM. Estava muito apreensiva para o resultado. Carregava o peso da liderança nas costas, principalmente porque a tarefa era produzir um vídeo com enfoque jornalístico, e eu era a única que tinha conhecimento nessa área. Quando foi dada a vitória à equipe MAXXI, parecia que meu coração ia explodir. Em seguida, foi dito que a diferença entre as equipes tinha sido esmagadora e eu não sentia mais os meus pés no chão, todos pulavam e gritavam de tanta felicidade. Para terminar, a recompensa foi para Roma e todos da equipe estavam a bordo. Foi muita emoção em uma tarefa só!

Qual o momento que mais te marcou?

Existiram inúmeros momentos marcantes durante o programa, mas um especial foi ter sido escolhida pela equipe adversária para fazer parte do grupo e, depois de duas tarefas, ter sido novamente escolhida para voltar a minha equipe de origem. Os comentários do Roberto Justus sobre isso foram, com certeza, incríveis.

Com qual aprendiz você mais se identificou e por quê?

Durante os quatro meses de confinamento, fiz grandes amigos. Algumas das pessoas com que mais me identifiquei foram a Maytê, a Mariana e o Rodrigo. Esse grupo foi sensacional! Eles são incríveis, competentes e determinados. Trabalhar com eles e ter me tornado amiga foi, realmente, um grande prazer.

Há alguma frustração?

Não há nenhuma frustração. Mesmo tendo perdido algumas tarefas muito importantes, para o meu desempenho no programa, sabia que tinha feito o melhor, que tinha me empenhado 120% para vencer. E claro que quando o Roberto Justus não disse “Karina, você está contratada”, senti um aperto no peito, mas não me frustrei pois sempre soube que tinha dado meu melhor para chegar onde cheguei.

Qual a maior dificuldade?

No geral, ficar sem a família durante todo esse tempo não foi fácil. Mas, no programa, a eliminação de alguns candidatos foi muito difícil para mim, principalmente porque acreditava que existiam pessoas mais fracas que deveriam ter saído antes deles, como no caso do Rafael, da Maytê, da Mariana e do Rodrigo. Mas, como perdemos tarefas importantes no jogo, não tinha nem o que ser questionado.

Em alguma das provas você sentiu que poderia ter feito algo a mais? Se sim, o que você mudaria na sua estratégia?

Agora, depois de assistir aos programas, é fácil sentir que poderia ter feito algo a mais em algumas tarefas. Acho que a apresentação da Perdigão realmente deixou a desejar. Se pudesse voltar no tempo, com certeza, faria diferente.

Como você define o Roberto Justus?

Um grande exemplo.

O que você acha do “Karinismo”, que surgiu no decorrer do programa, gerando uma legião de fãs que criaram comunidades e bogs para mostrar admiração por você? Como está sendo lidar com os fãs?

Costumo brincar que vencer o Aprendiz 6 é ganhar um milhão mais um emprego de dez mil por mês, enquanto ser a segunda colocada e fazer a diferença na vida das pessoas não tem preço! É emocionante ver como as pessoas torceram por mim e choraram comigo no final. Só tenho a agradecer a Deus por todo o carinho que tenho recebido. Sempre que possível, tenho respondido aos recadinhos que me deixam no Orkut, adiciono no MSN e procuro contar um pouco dessa experiência maravilhosa que passei e, claro, demonstrar o quanto estou agradecida por toda a repercussão.

Você acha que foi justa a decisão do Roberto Justus ao escolher a Marina como vencedora do programa?

Não me sinto injustiçada. A decisão final sempre é do Roberto, essa é a última cláusula de todos os dossiês que recebemos durante o programa, ou seja, estava ciente disso. Ele tem todo o direito de decidir quem irá trabalhar em uma de suas empresas.

O que você acha que faltou para o Justus ter te escolhido?

Em minha opinião, não faltou nada para eu vencer o Aprendiz, mas para o programa talvez tenha faltado, pelo menos, uma vitória em uma das duas tarefas referentes ao empreendedorismo. Segundo Roberto Justus, o que mais fascina neste programa é como fazer com que as pessoas que estão disputando entre si trabalhem bem em grupo. Acho que fiz muito bem a minha parte.

Mudando de assunto, como estudante de jornalismo, qual sua opinião sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de não mais considerar necessária a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão do jornalismo no Brasil?

Acredito que a profissão precise ser regulamentada de alguma forma, não necessariamente pela obrigatoriedade do diploma. Tem jornalista com diploma na mão que não sabe escrever nem se expressar. A formação continua sendo muito importante e, em minha opinião, as empresas não deixarão de levar isso em conta. Talvez hoje um jornalista que tenha o diploma em mãos também tenha um diferencial no currículo.

Reveja a grande final do programa clicando aqui!

Anúncios
2 comentários leave one →
  1. Setembro 17, 2009 5:47 pm

    Perguntar o que ela faz hoje da vida e se ficou rica após o programa ninguém pergunta, né?

  2. Setembro 19, 2009 10:44 pm

    Resposta ao Leandro!

    Se cada um cuidasse da sua vida tudo no mundo seria muito melhor! Se você que saber de fofocas compre uma Tititi!

    Galera arrumai aí o nome dela é Karina

    Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: