Skip to content

Bicicletada reivindica espaço de bicicletas nas ruas do país

Outubro 13, 2009

DSC_0274 (2) “Caro senhor, nos encontramos esta tarde na Avenida Bedford. Eu era a pequena garota morena de roupa branca, pedalando uma bicicleta vermelha debaixo da chuva. Você era o senhor que dirigia o SUV azul que chegou buzinando, encostou na minha roda traseira e tentou me jogar para fora da ciclofaixa, antes de me fechar e me empurrar para a calçada.”.
Este é o início de uma postagem no fórum do site bicicletada.org.
Com base na Massa Crítica, ou Critical Mass, uma “consciência organizada” que teve início na  década de 1990, nos Estados Unidos, criou-se um movimento no Brasil e em Portugal, para que ciclistas pudessem reivindicar seu espaço nas ruas, entitulado Bicicletada.
Presente em 20 estados brasileiros, além do Distrito Federal, a Bicicletada não tem um líder específico. Procura, além de estimular os participantes a pedalarem, anunciar a bicicleta como um meio de locomoção, valorizar a cultura da bicicleta, incentivar sistemas de transporte mais ecológicos e sustentáveis, chamar atenção para a importância de investimentos em condições necessárias para o uso deste veículo e conscientizar usuários de transporte motorizados da importância da bicicleta para amenizar os congestionamentos.
É uma organização disponível a qualquer pessoa, voluntária, que se identifique ao tema e não está ligada a qualquer órgão governamental, comercial, partidário ou religioso. Para fazer parte da Bicicletada é preciso apenas ir até o local no dia combinado. Toda agenda, de todos os estados e DF, está no site: www.bicicletada.org


Leonardo Cuevas, chileno que mora em São Paulo há 14 anos, começou a participar em Fevereiro de 2008, 3 meses depois de começar a pedalar. Leonardo disse que se interessou pela Bicicletada através da leitura dos sites CicloBR e Apocalipse Motorizado. Ele diz: “Nunca tive carro, nem a minha família. Achei que precisava fazer alguma coisa para mostrar que é possível viver bem com alternativas. Não é mistério para ninguém o efeito ruim do carro, por exemplo. Vou participar da próxima aqui em São Paulo.”.
O próximo encontro na capital paulista será no dia 30 de outubro na Praça do Ciclista, canteiro central da Avenida Paulista, entre as ruas da Consolação e Bela Cintra, a partir das 18:00 e com a saída prevista para às 20:00, ainda que com chuva. Decide-se na hora o trajeto que agrade a maioria daqueles que estiverem presentes.
Com os lemas “um carro a menos” e “Nós somos o trânsito”. Se você não pode participar da Bicicletada pedalando, seu apoio também é bem vindo, seja divulgando a causa, seja respeitando o ciclista no seu dia a dia.

De acordo com a Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – 51% das bicicletas produzidas no Brasil são utilizadas para transporte. São pelo menos, 50 milhões de bicicletas circulando no Brasil. Vejamos os números do Anuário Estatístico de Acidentes de Transito de 2006:

graficoApenas por esses números, podemos notar que é 7 vezes mais perigoso andar de carro no Brasil do que de bicicleta.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Outubro 14, 2009 2:14 pm

    Boa matéria! Bicicletada é um exemplo de que é possivel um movimento feito por um coletivo horizontal dar certo. Estão fazendo muito barulho e sendo ouvidos! Vai dialogar com uma matéria da edição 3! Vou deixar no suspense!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: