Skip to content

Humor e Língua

Outubro 28, 2009
300x200-v1_pg_princ10

IV Encontro de Comunicação e Letras/Linguagens em Interface

por Thaís Fernandes Ritli

No último dia do IV Encontro de Comunicação e Letras, foi convidado à ministrar uma palestra sobre o humor na linguagem o Professor Doutor Sírio Possenti. Ele é formado em filosofia pela PUC-PR, fez mestrado e doutorado em linguística pela UNICAMP e, atualmente, é professor de livre docência da mesma. Além disso, Possenti têm diversos livros e artigos publicados e mantém uma coluna semanal no blog Terra Magazine.

As piadas do doutor, entretanto, não têm o peso equivalente à seu currículo. Pode-se dizer que sua fala foi teórica, didática e informativa. Engraçada não.
Sírio Possenti inicia a palestra falando que quando ele diz que estuda piada, a primeira reação das pessoas é rir. Completa dizendo que o humor é produto fundalmentalmente linguístico. Podemos rir, claro, de uma cena cômica, mas geralmente são as palavras que trazem o sorriso ao rosto.

Não apenas a organização da narrativa podem gerar o humor, mas o próprio jogo de fonemas das palavras. “Um passarinho chegou para uma passarinha e disse: – Quer Danoninho?”. A piada utiliza-se dos diferentes significados que o som DANONINHO nos transmite. Outro exemplo descrito pelo Dr. é “Fulano vai registrar a filha que acabara de nascer. Pede, então, que o escrivão a registre como Arquibancada da Lusa. O escrivão, pasmo, afirma que aquilo não é nome de gente. Fulano, inconformado, responde: – Como não é nome se existe Geraldo Santos?”.

Piadas à parte, Possenti discorre sobre as teorias que explicam o humor nos textos. A primeira é a de que as piadas são engraçadas pois causam o rebaixamento, físico e moral, de alguém. De acordo com ele, “o humor castiga os costumes rindo”.

Outra teoria é que a piada cria uma tensão no ouvinte/leitor. Possenti explica que Freud analisava que esse tipo de piada longa cria tensão e relaxamento no receptor, que sente prazer ao relaxar. E a consequência do prazer é o riso. O professor ilustra a explicação com mais uma história:

“Havia um senhor australiano sentado em um clube, tomando seu uísque. Chega até ele um rapaz entediado, que queria fazer alguma coisa.
– O senhor aceita jogar pôquer comigo? – diz o rapaz.
– Pôquer? Ah, não, pôquer não. Já joguei uma vez e não gostei.
O rapaz sai, desolado. Depois de cerca de uma hora, o rapaz retorna.
Quer jogar sinuca?
– Eu não gosto de sinuca, já tentei jogar, mas não sou bom nisso, não gosto.
O jovem se retira novamente, mas logo volta ao senhor.
– E xadrez?
– Xadrez é muito chato. Mas meu filho está chegando…
– Filho único, suponho
.”

O palestrante fala também sobre a imprenscindível sofisticação do texto. Os conteúdos das piadas não são engraçados em si, mas a forma como são expressadas, a técnica utilizada é importante para a eficiência de um texto humorístico.

Além disso, é necessário que o objeto da piada seja controverso. “Só há humor sobre questões controversas”, completa ele. E, fundamentalmente, a controvérsia deve ser popularizada. Piadas próprias de físicos, por exemplo, não serão engraçadas aos demais.

A piada sobre o paciente que encontra seu psicanalista no elevador e diz “Bom dia, doutor! Como é que eu vou?” surtem efeito pois não discute questões específicas, mas o estereótipo de cada alegoria. Possenti ressalta a ideia da piada ser feita baseada em estereótipos exagerados. “Fulano foi preso. Ele pergunta ao delegado: – O que eu fiz? – e o delegado responde: – você transou com uma morta. Fulano responde: – Morta? Eu pensei que fosse uma inglesa”. Piadas como essa, sobre a frieza do povo inglês, se vale de estereótipos exagerados.

O Professor termina falando sobre o papel do linguista, a descrição minuciosa e análise do texto humorístico. E eu, termino com mais uma das piadas do Doutor…

“José olha para o berço e diz:
– Ele é forte, bonito e saudável!
Maria diz:
– Pena que vai viver só até os 33 anos…
João completa:
– Para um palestino, até que não está mal…”

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Outubro 28, 2009 10:16 pm

    Woody Allen School

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: